quarta-feira, 31 de janeiro de 2007

Maior acervo científico português já está na Internet


2 Comentários

A Universidade do Porto disponibilizou, ontem, em suporte digital, aquele que será o maior acervo científico português online. No sítio http://www.fc.up.pt/fa/ encontram-se digitalizadas cerca de 70 mil páginas de 143 monografias e 150 publicações periódicas científicas relativas ao período compreendido entre 1500 e 1945. São quase 500 anos de Ciência que agora ficam à distância de um computador.




O portal da Internet do Fundo Bibliográfico Antigo da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP), coordenado por Teresa Andresen - coadjuvada pela avaliação crítica da importância do espólio de Henrique Leitão, professor do Centro de História das Ciências da Universidade de Lisboa - não está, como a própria referiu, ontem, na apresentação, que decorreu no salão nobre da Reitoria, concluído. "Representa, apenas, uma parte do espólio científico da FCUP, ao qual pretendemos dar continuidade, desde que haja mecenas que nos ajudem", salvaguardou. A Caixa Geral de Depósitos patrocinou a primeira etapa.




A responsável apelou também "às achegas" dos internautas, através do seguinte e-mail. "É óbvio que o projecto não está perfeito. Há páginas que teremos que substituir, melhorar. E agilizar o acesso é também uma prioridade. Gostava que enviassem críticas e sugestões, por exemplo, de obras que gostariam de ver ali contempladas". O projecto entrará numa nova etapa no final de Março, pelo que as recomendações deverão ser enviadas durante o mês de Fevereiro.




[...]




O Fundo reflecte, de facto, essencialmente, a história da FCUP a Aula de Náutica, a Aula de Debuxo e Desenho, a Academia Real da Marinha e Comércio, a Academia Politécnica e a própria UP, fundada em 1911, com as Faculdades de Ciências, Medicina, Farmácia e Engenharia. Trata-se, como é reconhecido pela Universidade, "de um importante património do livro antigo, com uma significativa colecção de obras do século XVI e XVII - apenas algumas décadas após a invenção da imprensa - e um conjunto de periódicos dos séculos XVIII e XIX, provenientes das bibliotecas das primeiras expressões de ensino superior do Porto, embriões da actual universidade que remontam à primeira Aula de Desenho, em 1762".




[...]





Texto integral no Jornal de Notícias

Texto de Helena Teixeira da Silva

terça-feira, 30 de janeiro de 2007

Bill Gates prevê que a Internet vai mudar a TV em cinco anos


0 Comentários

O líder da Microsoft revelou a sua visão do futuro no Fórum Económico Mundial. Para Bill Gates, a Net vai revolucionar a TV nos próximos cinco anos.


Na conferência que reuniu os “mais poderosos do mundo” em Davos, Suiça, durante este fim-de-semana, o homem mais bem sucedido da história das tecnologias previu, para 2012, uma TV substancialmente diferente da que hoje é transmitida para as salas de estar dos quatro cantos do mundo.


Expansão dos acessos de banda larga, distribuição de conteúdos através da Internet e a crescente fusão entre o PC e o televisor são os factores que vão contribuir para novas formas de ver e transmitir televisão.

Bill Gates lembrou que sites como o YouTube já trataram de dar o exemplo no que toca à TV do futuro, sendo que uma parte da população já prefere a Web ao televisor.


Um dos principais trunfos da fusão TV-Net é precisamente a personalização de conteúdos. O líder da Microsoft acredita que a transmissão tradicional (unidireccional, com grelhas de programas fixas e inalteráveis) tende a perder terreno para sistemas de transmissão que permitem ver o programa pretendido à hora que se quer e sem interrupções de anúncios.




Fonte: Exame Informática

segunda-feira, 29 de janeiro de 2007

Sugestões da APDSI ao SIMPLEX 2007


0 Comentários

A APDSI - Associação para a Promoção e Desenvolvimento da Sociedade da Informação, elaborou uma série de recomendações ao governo no sentido da criação cada vez mais acelerada de serviços electrónicos, transaccionais e orientados aos cidadãos e agentes económicos.



Consulte: Sugestões da APDSI

Utilização de Tecnologias da Informação e Comunicação nos Hospitais


0 Comentários

O Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação nos Hospitais em 2006 revela que 97,5% dos Hospitais portugueses estão ligados à Internet; 93,9% acedem à rede através de banda larga; 24,7% dispõem de computador para utilização pelos doentes internados; 76,3% e 70,7% das unidades hospitalares têm informatizados o serviço de internamento e o bloco operatório, respectivamente.




Consultar texto integral: Utilização de Tecnologias da Informação e Comunicação nos Hospitais

sexta-feira, 26 de janeiro de 2007

iPhone


0 Comentários

Curioso por saber mais coisas sobre o iPhone da Apple? Veja a seguinte reportagem da CBS.



Acesso livre à literatura científica - Petição de apoio para a Comissão Europeia


0 Comentários

No seguimento da publicação do relatório do "EU Study on the Economic and Technical Evolution of the Scientific Publication Markets of Europe", um consórcio de organizações que trabalham na área da comunicação académica está agora a patrocinar uma petição à Comissão Europeia demonstrando o seu apoio ao Acesso Livre à literatura científica e às recomendações que constam no relatório.



A petição de apoio ao Acesso Livre à literatura científica (Open Access) encontra-se agora online, aberta à participação de todos os interessados, podendo ser subscrita em nome individual ou institucional em http://www.ec-petition.eu.

Painel “Blogues no domínio da Ciência da Informação”


2 Comentários

No próximo Congresso Nacional da Associação Portuguesa de Bibliotecários Arquivistas e Documentalistas, a decorrer entre 28 e 30 de Março de 2007, em Ponta Delgada - Açores, vai ser apresentado um painel sobre “Blogues no domínio da Ciência da Informação”, no qual, o blog "A Informação" também vai marcar presença através da minha intervenção.


Este painel, organizado por Luísa Alvim, do blogue Viva biblioteca viva, também contará com a presença de Adalberto Barreto, d’O bibliotecário anarquista, Júlio Anjos, d’O bibliotecário 2.0, Pedro Príncipe do Rato de biblioteca e Maria Clara Assunção, d’A biblioteca de Jacinto.



Actualmente, muitos dos profissionais da informação, despoletados pelas suas necessidades info-comunicacionais, recorrem aos blogues para se actualizarem rapidamente sobre as novidades na área da informação.


Assim, o objectivo deste painel é suscitar o debate e reflexão, em conjunto, das questões que se colocam aos profissionais da informação no acesso e uso da informação, disponibilizada nos blogues especializados no domínio da Ciência da Informação.


quinta-feira, 25 de janeiro de 2007

Impacto social da Internet


0 Comentários

Um estudo realizado na América Latina (D’Alessio, N., "The interaction between media, technology and youth", 2005) veio demonstrar o impacto da Internet na vida dos jovens. Em Portugal a comunicação assume um papel primordial no uso da Internet.



Veja aqui a notícia do Diário Económico.

Yahoo! testa TagMaps


0 Comentários

Já está disponível a versão de testes do TagMaps do Yahoo!.



O site é o resultado da união dos conceitos do Yahoo! Maps e do Flickr. A aplicação foi desenvolvida no Yahoo! Research Berkeley, o centro de pesquisa do Yahoo!.



Após aceder à página, o utilizador digita o nome do local que deseja consultar. Ao passar o rato sobre um bairro, por exemplo, o programa mostra fotos relacionadas com essa região em específico retiradas dos álbuns de utilizadores do Flickr.



O programa é rico em informações de cidades e bairros em países da América do Norte e Europa. Traz uma opção de filtro para fotos diurnas e nocturnas e integra o Yahoo! Travel Trip Planner, que mostra imagens de pontos turísticos, além de possibilitar o acesso a outras pessoas que já visitaram o local.



Fonte: Exame Informática

quarta-feira, 24 de janeiro de 2007

iPASS – Palgrave Journals


0 Comentários

Palgrave Macmillan disponibiliza, gratuitamente, até 14 de Fevereiro de 2007 o acesso aos seus periódicos (veja aqui o link para Information Systems & Technology)

Informação de Armando Malheiro da Silva


1 Comentários

É “uma pequena escada num edifício em construção”, e visa incitar ao diálogo inter e multidisciplinar, como “um choque epistemológico necessário na área da Ciência da Informação”. O último livro de Armando Malheiro da Silva foi ontem apresentado no Porto.
«Informação: da compreensão do fenómeno e construção do objecto científico» é o título do quarto livro da autoria do docente e investigador da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, e surge no culminar de um trajecto que em termos pessoais e profissionais assentou sempre na temática da informação. Editado com a etiqueta das Edições Afrontamento, em parceria com o CETAC (centro de investigação da Universidade do Porto responsável pela publicação on-line da revista «Prisma», e que agora, pela primeira vez, se associa a uma editora comercial para o lançamento de vários livros), é o primeiro título da colecção «Comunicação. Artes. Informação», e reúne prática e reflexão teórica sobre uma problemática em que a fundamentação teórica “é muitas vezes esquecida”.







Sinopse

Pode dizer-se que a informação está na moda, no entanto este conceito, também associado ao objecto de uma Ciência social emergente e ainda titubeante, radica num fenómeno humano e social que data, pelo menos, das primeiras e significativas manifestações simbólicas do Homo Sapiens. É óbvio, por isso, o interesse em desfazer equívocos e ligeirezas de um tempo do efémero, do superficial e do light, prosseguindo-se na abordagem epistemológica de uma disciplina dividida entre o imperativo de uma identidade mínima, reforçada por um objecto e método próprios, e a tendência pós-moderna do não-lugar, que é o que ser interdisciplina efectivamente implica. Esta deriva pós-modernista é tão rejeitada quanto o positivismo, sendo, em contraponto, trilhada uma via indagante e problematizadora apostada em descobrir elos e diferenças essenciais da Informação com a Cultura, o Documento, o Conhecimento e a Comunicação.


In Webboom.pt

terça-feira, 23 de janeiro de 2007

Ameaça à informação


0 Comentários

A imprensa escrita atravessa a pior crise da história. Há três anos que os jornais são confrontados com uma queda constante do número de leitores. É neste tom que se inicia o editorial de Ignacio Ramonet na edição deste mês do Le Monde Diplomatique Brasil. Ramonet lista as causas da crise: em primeiro lugar, o assédio das publicações gratuitas; em segundo, o da Internet.



O editorial também aborda a relação entre Internet e liberdade de informação. Ramonet diz que os sites mais populares são controlados pelos grupos de comunicação mais potentes, ou seja, a rede não necessariamente significa um alargamento do perímetro de liberdade de expressão. O autor conclui que, em defesa do direito à informação e ao debate, é preciso apoiar as publicações independentes.


A íntegra do editorial está disponível aqui.

segunda-feira, 22 de janeiro de 2007

ISAF: norma internacional para actividades/funções de pessoas colectivas: versão draft


0 Comentários

O Comité das Boas Práticas e Normas Profissionais do Conselho Internacional de Arquivos disponibilizou, no seu web site (www.ica.org), a versão draft da ISAF: norma internacional para actividades/funções de pessoas colectivas. O texto da norma encontra-se disponibilizado em inglês, francês e português (do Brasil), tendo sido aberto um período de consulta pública, que terminará no dia 31 de Março, para que os arquivistas sobre ela se possam pronunciar. A versão definitiva será disponibilizada em 2008, no âmbito do Congresso Internacional.



Fonte: IANTT

quinta-feira, 18 de janeiro de 2007

Motivações...


0 Comentários

A construção da George W. Bush's presidential library na Southern Methodist University está envolta em polémica. Leia algumas notícias da FoxNews sobre o assunto;

terça-feira, 16 de janeiro de 2007

Elísio Araújo já não é director da Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva


0 Comentários

Depois de um parto difícil a chamada Bibliopolis, Biblioteca Pública de Braga e finalmente Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva abriu as portas a 21 de Dezembro de 2004. Dois anos depois o seu director deixou de o ser.


Braga: funcionários da Biblioteca contra saída de Elísio Araújo



A maioria dos funcionários da Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva manifestaram a sua oposição à não recondução do director Elísio Araújo, que foi consumada anteontem pelo Conselho Directivo da que também é conhecida como "Bibliopolis" – uma parceria entre a Universidade do Minho e a Câmara Municipal. A técnica superior Aida Alves, que também defendeu a continuidade do ex-responsável, foi, entretanto, nomeada como nova directora.



José Carlos Lima


Fonte: Diário do Minho 2007-01-13

sexta-feira, 12 de janeiro de 2007

História brasileira em risco


0 Comentários


Documentos que contam a história da sociedade civil brasileira durante quatro séculos, que se encontram sob custódia da Igreja Católica, estão em situação de calamidade.
Eis o diagnóstico feito pelo bibliotecário Cristian José Oliveira Santos, 29 anos, em sua dissertação de mestrado defendida na Universidade Nacional de Brasília (UnB - Brasil).




Por Flávia Lindgren, da UnB Agência




Veja a matéria completa em:
http://www.ndc.uff.br/portaldereferencia/noticias.asp?cod=1083





O bibliotecário Cristian José Oliveira Santos, 29 anos, terminou o ano de 2006 com uma surpresa agradável. Sua dissertação de mestrado foi o único trabalho brasileiro contemplado na primeira edição do concurso Latino Americano de Investigación em Bibliotecología, Documentación, Archivistica y Museología Fernando Baéz, na Argentina, que visa a premiar os melhores trabalhos na área de Ciência da Informação e Documentação (...)



Fonte:
(Jornal da Ciência - JC E-Mail - Edição 3179)

Lançamento da Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, v. 11, n. 2 de 2006


0 Comentários

A Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina é uma publicação semestral de trabalhos inéditos associados à área da ciência da informação.



Artigos:



Marcos históricos e legais do desenvolvimento da profissão de bibliotecário no Brasil / Ivone Job e Dalgiza Andrade Oliveira



Usabilidade em ferramentas tecnológicas para o acesso à informação / Ivette Kafure e Murilo Bastos da Cunha



Vozes femininas nos contos de fadas: a experiência da fala falante / Clarice Fortkamp Caldin



[...]



Número completo desta edição na Revista ACB




Informação disponibilizada pelo Portal de Referência do
Núcleo de Documentação - Universidade Federal Fluminense (UFF)

Google Earth cada vez mais tridimensional


0 Comentários


A nova versão do Google Earth já está disponível para download e apresenta como principais novidades um acréscimo significativo das imagens tridimensionais, uma nova interface de navegação e mais ferramentas de partilha de conteúdos.


O Google Earth 4 apresenta mais imagens 3D e de maior qualidade, nomeadamente regiões montanhosas, edifícios e outros tipos de construção. A adição de suporte para texturas aumenta consideravelmente o realismo das imagens.



Relativamente à partilha de informação, o Google Earth permite agora o visionamento de fotos de viagens, o upload de trilos GPS e até a sobreposição de fotos tiradas em diferentes datas.



Poderá descarregar a versão gratuita do Google Earth 4 aqui.



Fonte: Exame Informática

quarta-feira, 10 de janeiro de 2007

Nota Fiscal Eletrônica – NF-e


0 Comentários

A legislação brasileira deu um passo importante com relação à forma de emissão e escrituração dos livros fiscais, através da instituição da Nota Fiscal Eletrônica. Ainda em fase de projeto, o objetivo de utilização deste documento é a implantação de um modelo nacional de documento fiscal eletrônico que venha substituir a sistemática atual de emissão do documento fiscal em papel.




Hoje, os contribuintes arcam com um custo muito alto para documentar suas operações. Os documentos devem ser impressos em várias vias, em papéis especiais e com marca d’água. Além disso, não há espaço físico nas empresas e nos escritórios contábeis para guarda, pelo prazo de 5 anos das vias sujeitas a exibição à fiscalização.



O projeto será de grande importância no que diz respeito à questão ambiental, visto que, reduzido o consumo de papel, aumentamos o nível de preservação ambiental.



Mas afinal, o que é a Nota Fiscal Eletrônica? Que vantagens o contribuinte e o fisco podem ter com a utilização deste documento?




Para contribuinte e fisco, a Nota Fiscal Eletrônica é um arquivo digital, cujo formato dos campos é padronizado pela legislação. Esse arquivo possui validade jurídica garantida pela assinatura digital do remetente, certificada por entidade credenciada pela Infra-estrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil), contendo o CNPJ do emitente, a fim de garantir a autoria do documento, simplificando as obrigações acessórias dos contribuintes e permitindo, ao mesmo tempo, o acompanhamento em tempo real das operações comerciais pelo Fisco.




O documento pressupõe segurança ao vendedor, comprador e fisco, pois a assinatura digital comprova que determinada empresa “A” efetivamente realiza operação com empresa “B”, e, automaticamente, o fisco é informado sobre a transação.



É importante salientar que a autorização do fisco em tempo real não implica validação das informações no conteúdo do documento. Significa dizer que, se o emitente do documento utilizar um código de operação inadequado ou não destacar o imposto corretamente, entre outras incorreções, este não estará eximido de penalidade pelo fato do documento ter sido validado, visto que, esta validação cedida pelo fisco, é uma validação de forma, para comprovar o fato, e não uma validação de conteúdo. No processo, não há conferência dos dados constantes no documento.




Ainda não existe obrigatoriedade de utilização da Nota Fiscal Eletrônica, não há como estabelecer imediatamente a utilização deste documento a todos os contribuintes. Primeiramente, é necessário investir em tecnologia, tanto para o fisco como para o contribuinte.




Nesse primeiro momento, temos um projeto implantado no início de 2006, de forma experimental, com a participação de alguns Estados e empresas voluntárias. Dentre os estados participantes do projeto, encontra-se o Estado de São Paulo. Grandes contribuintes localizados neste Estado já emitem a Nota Fiscal Eletrônica e fazem o balanço do custo/benefício pela utilização deste documento que, convenhamos, é um fator relevante no desenvolvimento de qualquer empresa. Uma das premissas para os contribuintes interessados em participar do projeto já implantado em alguns estados, é ser usuário de sistema eletrônico de processamento de dados. Quem faz a emissão do documento desta forma já pode se credenciar previamente na repartição fiscal de sua jurisdição e utilizar o documento.




A implantação da NF-e constitui grande avanço para facilitar a vida do contribuinte, inclusive nas atividades de fiscalização sobre operações e tributações pelo ICMS e pelo IPI, reduzindo a burocracia no envio das informações, o tempo gasto na conferência do documento nos postos de fiscalização de fronteira, a eliminação de possível extravio de documentos e a redução do prazo de escrituração.
Além disso, a validade jurídica da operação comprova quem vende e quem compra, evitando sonegação e trazendo uma competitividade mais justa aos bons contribuintes.



Alexandre Silva
Diretor de Impostos da Domingues e Pinho Contadores
Fonte: http://www.dpc.com.br/espec/view-ato.php?cat=espec&id=2468

terça-feira, 9 de janeiro de 2007

Arquivo municipal de Vila nova de Cerveira em concurso público


1 Comentários

De acordo com José Manuel Carpinteira (Presidente da Câmara), o presente investimento, inserido numa área central da localidade, tem como finalidade a criação de condições físicas e documentais para a disponibilização pública do acervo histórico do município. "Será uma preciosa ajuda para os curiosos da história da nossa terra mas também para a comunidade educativa e académica" sublinhou.

Google quer disponibilizar o Espaço na net


0 Comentários

A empresa que gere o mais popular motor de busca da Internet acaba de estabelecer uma parceria com o Large Synoptic Survey Telescope num projecto que futuramente pretende permitir aos utilizadores terem a experiência de navegarem on-line através do Espaço, tal como já podem fazer com o serviço Google Earth.


O telescópio será construído apenas em 2013 irá capturar imagens de todo o Espaço e terá capacidade para armazenar 30TB de informação por noite. O desafio de analisar e armazenar toda esta informação irá assim contar com a colaboração do Google que, por sua vez, pretende disponibilizar através da web as imagens recolhidas.

segunda-feira, 8 de janeiro de 2007

Modelos mentais dos utilizadores - particularidade


1 Comentários

De aorcdo com uma pqsieusa de uma uinrvesriddae ignlsea, nao ipomtra a odrem plea qaul as lrteas de uma plravaa etaso, a úncia csioa iprotmatne é que a piremria e útmlia lrteas etejasm no lgaur crteo.



O rseto pdoe ser uma ttaol csãofnuo que vcoe pdoe anida ler sem gnderas pobrlmeas. Itso é poqrue nós nao lmeos cdaa lrtea isladoa, mas a plravaa cmoo um tdoo. Cosiruo não?



O Processador Humano de Informação


quinta-feira, 4 de janeiro de 2007

Pessoa do ano da TIME


0 Comentários

A revista TIME elegeu como pessoa do ano "Você, sim você. Você controla a era da informação. Bem-vindo ao seu mundo."



Ruptura do paradigma da comunicação? Serão mesmo as pessoas que estão a gerir a Web? Para a TIME a resposta é, para as duas questões, afirmativa. E você? Sim você, o que acha?

quarta-feira, 3 de janeiro de 2007

Alemães abandonam motor de busca concorrente do Google


0 Comentários

O Quaero é cada vez mais um projecto francês. Anunciado em 2006, pelo presidente francês Jacques Chirac, como um projecto contra o domínio da cultura anglo-saxónica, o futuro motor de busca acaba de sofrer uma baixa de relevo: o governo alemão informou que vai abandonar o projecto, noticia o The Guardian.



O motor de busca Quaero está inserido num conjunto de iniciativas que visam contrabalançar o domínio dos EUA no sector tecnológico. O desenvolvimento do futuro motor de busca, cujo nome em latim significa «Eu procuro», está orçado em 400 milhões de euros. O governo alemão duvida que o Quaero consiga ombrear com Google e com o Yahoo! e essa terá sido a razão que ditou o abandono do projecto. Apesar desta “baixa”, o Governo francês já deu a entender que está decidido em prosseguir com o criação do novo motor de busca.

Agência Espacial francesa vai disponibilizar arquivos OVNI na net


0 Comentários

Mais de 1600 incidentes documentados e seis mil relatórios elaborados nos últimos 30 anos pelo Centre National d’Etudes Spatiales vão ser disponibilizados para livre consulta on-line já no final de Janeiro, anunciou hoje a agência responsável pela investigação de assuntos espaciais em França.



Testemunhos de pilotos da aviação civil e militar recolhidos após alertas de avistamentos de objectos ou fenómenos não identificados são alguns dos documentos mais interessantes que se poderão agora consultar.



Os responsáveis da agência esperam um grande afluxo de acessos, especialmente nos primeiros meses de activação do serviço. Mais informações podem ser conhecidas a partir do endereço oficial do Centre National d’Etudes Spatiales em www.cnes.fr.



Fonte:
Exame Informática

terça-feira, 2 de janeiro de 2007

eIFL.net - Electronic Information for Libraries


0 Comentários

A eIFL.net é uma fundação independente que se dedica a conduzir, negociar e apoiar e defender uma ampla disponibilidade de recursos electrónicos para os utilizadores de bibliotecas de países em via de desenvolvimento e em transição. O seu principal objectivo é a negociação de assinaturas a custos razoáveis através da união de consórcios nacionais de bibliotecas. A eIFL.net ajuda igualmente ao desenvolvimento de consórcios nacionais de bibliotecas nos países membros.





Fonte:
BAD

Arquivo

Categorias