sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Biblioteca vai emprestar i-Pad





Fonte: Jornal de Noticias (Portugal).

URL: http://www.jn.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Leiria&Concelho=Batalha&Option=Interior&content_id=2690536

A Biblioteca Municipal da Batalha vai emprestar equipamentos iPad aos utentes, a partir de janeiro de 2013, e desafiar, no próximo mês de setembro, idosos do concelho a escreverem livros eletrónicos, anunciou o presidente da autarquia, António Lucas.

As duas iniciativas integram o projeto "E-leituras" - Ler, Ouvir e Saber, aprovado pela Fundação Calouste Gulbenkian, e cujo custo está estimado em seis mil euros.

O projeto arranca em setembro, em três Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) com 70 idosos: Irmandade da Santa Casa da Misericórdia da Batalha, Centro Paroquial de Assistência do Reguengo do Fetal e Centro Social e Paroquial de São Mamede.

Os utentes vão ser encorajados a escreverem, em cada uma das IPSS, um livro eletrónico, sendo feita uma recolha de lendas e tradições relativas ao local em que está inserida a instituição.

Outro dos objetivos do projeto passa por familiarizar os idosos com as novas tecnologias, através do iPad, e transformá-los em potenciais leitores de livros eletrónicos, que serão disponibilizados no início de 2013 pela Biblioteca Municipal da Batalha. "A ideia é simples: conseguir que cada vez mais pessoas leiam cada vez mais", sintetizou o presidente da autarquia.

O livro eletrónico, que integrará histórias de origem popular e tradicional, deve estar concluído em meados de novembro, passando a englobar uma lista de outros livros, no mesmo formato, que a biblioteca disponibilizará gratuitamente a partir de janeiro, através do empréstimo de iPad.

Os 7300 leitores ativos da Biblioteca Municipal da Batalha, que agrega ainda o Pólo de São Mamede e a Biblioteca Itinerante, terão numa fase inicial, com este projeto, acesso a oito iPad, mediante uma caução cujo valor ainda não foi fixado, durante um período máximo de duas semanas.

Seis destes computadores portáteis - que vão funcionar como leitores de livros eletrónicos - são financiados pela Fundação Calouste Gulbenkian e dois pela Câmara da Batalha.

O "E-leituras" - Ler, Ouvir e Saber pretende "obter junto dos públicos um resultado consistente no que toca à partilha e ao convívio inter-geracional, fomentando a leitura e a escrita em novos suportes multimédia", segundo o documento que fundamenta a candidatura aprovada pela Gulbenkian.

Desde junho que a Biblioteca Municipal da Batalha integra a rede de Bibliotecas Associadas da UNESCO.

A biblioteca dinamiza projetos como o da leitura inclusiva - apoiada pela Fundação Calouste Gulbenkian - e o do Biblioclube 24, que consiste num serviço de empréstimo automatizado de livros, que se encontram disponíveis dentro de uma máquina, 24 horas por dia, 365 dias por ano.

1 Comentários:

O Sexo e a Idade on 11 agosto, 2012 disse...

Gostei deste blogue de informação. Tem aqui mais uma noticia, talvez queira partilhar..
http://www.osexoeaidade.com/2012/08/boas-noticias-em-tempo-de-sol.html

Arquivo

Categorias