quinta-feira, 9 de Outubro de 2008

Mudanças demográficas no Brasil




Ipea: população cairá a partir de 2030
Fonte: O Globo, Rio de Janeiro. Data: 8/10/2008.
Auto: Bernardo Mello Franco
Segundo instituto, alto número de idosos exigirá políticas para evitar colapso no INSS
A população brasileira está cada vez mais velha e, a partir de 2030, começará a diminuir. A previsão, divulgada ontem pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), deve obrigar o governo a buscar alternativas para ampliar a vida útil dos trabalhadores e evitar um colapso da Previdência. No ritmo atual, o país levará mais 22 anos até atingir o pico de 204,3 milhões de habitantes.
Depois disso, a curva de crescimento deve se inverter para uma redução gradual da população e um percentual cada vez maior de idosos. O cálculo surpreendeu os pesquisadores e forçou o Ipea a rever suas próprias previsões. Há dois anos, o Ipea estimava 225,3 milhões de brasileiros em 2030.
Para o diretor de Estudos Sociais do instituto, Jorge Abrahão, as novas estimativas exigirão um ajuste rápido das políticas oficiais, já que o país terá mais gente fora do mercado de trabalho e dependente de aposentadorias.
- Levamos um susto. Se essas tendências se confirmarem, vamos chegar a uma população máxima muito menor do que se imaginava. Isso tem implicações seriíssimas para as políticas públicas, alerta Abrahão.
O aumento da expectativa de vida e a redução acelerada da taxa de fecundidade são apontados como principais motivos para a tendência de queda da população. Em 1992, as brasileiras tinham em média 2,8 filhos. Ano passado, essa taxa caiu para 1,8. A mudança vai acelerar o envelhecimento da população, fenômeno mundial que ganha velocidade no Brasil e já aproxima a estrutura etária do país à de Japão e nações européias.
A participação dos jovens entre 15 e 29 anos atingiu seu topo em 2000 e, segundo as projeções, vai registrar queda acelerada nos próximos anos. Como conseqüência, a política de geração de empregos terá que se voltar para os brasileiros acima dos 45 anos, que, em 2030, serão quase metade da população economicamente ativa.
Segundo a pesquisadora Ana Amélia Camarano, o país precisa começar a investir em programas de saúde ocupacional, para prolongar a vida útil dos trabalhadores:
- Também teremos que rever preconceitos como a aposentadoria compulsória aos 70 anos. Isso vai ter que mudar, porque o país passará a ter uma população superenvelhecida.
------------
Comentário:
A notícia abaixo pode ser importante para o planejamento estratégico das bibliotecas. Dentro de 22 anos a população brasileira tenderá a diminuir e ficará mais velha. Isto pode ter reflexos em todos os tipos de bibliotecas, no provimento de produtos e serviços informacionais e, obviamente, no perfil dos usuários de nossas bibliotecas.
Murilo Cunha

0 Comentários:

Arquivo

Categorias