segunda-feira, 22 de agosto de 2005

União Europeia investe 1 bilião de euros em investigação nas TIC




Comissão Europeia disponibiliza 1 bilião de euros que vão ser distribuídos por 276 novos projectos na área das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC). O objectivo é contribuir para o desenvolvimento da Sociedade da Informação na União Europeia.
--

No âmbito do 6º Programa Quadro para Investigação, a União Europeia responde à chamada de propostas através do financiamento de 276 novos projectos na área das TIC, com uma quantia total de 1 bilião de euros. Fundos que vêm responder às exigências do programa ‘i2010- Sociedade da Informação Europeia para o crescimento e emprego’, que arrancou no início de Junho de 2005.
Viviane Reding, Comissária para a Sociedade de Informação e Media, em comunicado da Comissão Europeia refere que, «investimentos em investigação nas Tecnologias de Informação e Comunicação é a nossa melhor aposta para a contribuição em crescimento e empregos».
As propostas de projectos aprovadas têm como principal objectivo desenvolver inovações industriais e sociais em áreas de extrema importância para o desenvolvimento da União Europeia, nomeadamente, a micro e nano electrónica, comunicações móveis e tecnologia de acesso à internet por banda larga. De acordo com comunicado da Comissão Europeia, 162 milhões de euros vão ser distribuídos pelas pequenas e médias empresas para investir nas TIC e 40 milhões de euros estão direccionados para projectos de parceria entre os novos Estados-membros da UE e os da Europa dos 15, em áreas como o e-Learning, e-Government, e-Health e e-Business.
Estes são os resultados da 4ª Chamada de Propostas para projectos em investigação e é a primeira vez que a Comissão Europeia atribui uma quantidade de investimento tão alta numa única chamada – 1 bilião de euros. Apesar da quantia disponibilizada pela CE, especificamente para a área das TIC, os investimentos efectuados nestes campos continuam a estar aquém das necessidades de desenvolvimento das tecnologias de informação e comunicação, de forma a corresponder ao objectivo da iniciativa ‘i2010’, para tornar a Europa numa sociedade de informação, onde o crescimento e o emprego são prioridades.
«A Europa continua a sob investir na investigação em TIC por falta de fontes suficientes quer a nível da União Europeia, quer a nível nacional. Hoje, metade dos projectos de investigação em TIC propostos para financiamento da UE teve de ser recusado, apesar de corresponderem a todos os requisitos de qualidade. Se a Europa quer fazer parte do jogo da competição global para melhorar os serviços das TIC, precisamos de dar um passo em frente nas fontes que temos», refere a Comissária europeia.
No âmbito do 6º Programa Quadro em investigação, a Comissão Europeia recebeu cerca de 1300 propostas de projectos, das quais 462 corresponderam aos critérios de qualidade exigidos, sendo que teve capacidade para atribuir financiamento a apenas 276.
Para os próximos 5 anos a Comissão Europeia já definiu que pretende apoiar a investigação nas áreas da indústria e do comércio, através do desenvolvimento de sistemas cognitivos, melhoramento da segurança e dependência nas TIC e novas aplicações na área da saúde, transportes, administrações governamentais, entre outras.
--
Fonte:

Arquivo

Categorias